O SISTEMA DE ESGOTO DE SEU PRÉDIO, NECESSITA DE ATENÇÃO - Condominio em Ordem
Home / Gestão da Manutenção / Hidraulica / O SISTEMA DE ESGOTO DE SEU PRÉDIO, NECESSITA DE ATENÇÃO

O SISTEMA DE ESGOTO DE SEU PRÉDIO, NECESSITA DE ATENÇÃO

Este sistema é composto pelo conjunto de tubos, reservatórios, peças de utilização, equipamentos e outros componentes destinados a conduzir águas não potáveis do (s) ponto (s) de captação da edificação ao ponto destinado pela concessionária de serviço público ou ponto de tratamento da mesma.

As instalações de esgoto se originam nos pontos que coletam os despejos líquidos dos lavatórios, vasos sanitários, ralos secos, ralos sifonados, pias de cozinha ou qualquer ponto previsto em norma e seguem para os ramais de coleta;

A distribuição: dos ramais de coleta, o esgoto segue para as colunas de esgoto nos andares até os coletores, que serão conectados à rede pública de esgotos. No caso dos pavimentos que estão abaixo do nível da rede pública de esgoto, os coletores conectam-se a um reservatório, de onde um sistema fará o bombeamento dos efluentes até a rede pública;

Esgoto sem tratamento, além de acarretar um mau cheiro, pode ser um dos piores poluentes do meio ambiente e causar doenças, não só para o ser humano, mas também para outros seres vivos do bioma onde os dejetos são despejados.

Este sistema é passível de entupimento, onde a melhor forma de prevenção, é a contratação de empresas especializada para manutenção e desobstrução de forma planejada e preventiva nas colunas de esgoto, evitando os métodos caseiros que poderão comprometer o sistema como um todo, entre os erros mais comuns estão a jogar água quente na pia, o que pode ocasionar problemas nas tubulações de PVC, ou enfiar vergalhão no encanamento.

Recomendamos que a limpeza das tubulações seja feita, no máximo, a cada seis meses, bem como das caixas de gordura e de esgoto. Também a conscientização dos usuários onde as informações destas ações poderão contribuir para prevenir problemas

  • Não lançar objetos nas bacias sanitárias e ralos, pois poderão entupir o sistema;
  • Nunca despejar gordura ou resíduo sólido nos ralos de pias ou lavatórios;
  • Não deixar de usar a grelha de proteção que acompanha a cuba das pias de cozinha;
  • Não utilizar para eventual desobstrução do esgoto hastes, água quente, ácidos ou similares;
  • Banheiros, cozinhas e áreas de serviço sem utilização por longos períodos podem desencadear mau cheiro, em função da ausência de água nas bacias sanitárias sifonadas e sifões. Para eliminar esse problema, basta adicionar uma pequena quantidade de água.
  • Mantenha os ralos de pias, banheiros, cozinha e área de serviço sempre limpos e fechados;
  • Não use soda cáustica para desentupir ralos. O produto se acumula nas tubulações, não dissolve a sujeira e ainda aumenta o entupimento;
  • Só limpe o sifão da pia quando ela estiver entupida, pois ao mexer nele você pode provocar um vazamento;
  • O eventual desentupimento de esgoto deve ser feito com cuidado para não danificar os tubos e conexões, sendo aconselhada a contratação de firma especializada. O uso de água quente, arames e vergalhões, na tentativa de desobstruir canos, pode causar estragos ainda maiores que o entupimento em si.

Cabe ao síndico as ações em áreas comuns que contribuem para manutenção do sistema

  • Limpe as calhas retirando qualquer material que impeça o escoamento da água;
  • Nunca ligue a canalização de coleta da água da chuva com o sistema de esgoto sanitário. Isso pode causar refluxo para dentro da própria casa ou da dos vizinhos. Isso vale para a fossa séptica também;
  • Valetas, córregos e rios não podem ser usados como depósito de lixo nem de restos de poda. Denuncie quem faz isso;
  • Em caso de entupimento das colunas, as mesmas devem ter em pé, localizada no subsolo, tampa de inspeção para auxílio de desentupimento;
  • O sistema subterrâneo de esgoto tem a função de coletar água suja, não objetos, que devem ser descartados no lixo, nunca em ralos e vasos sanitários. Isso vale para papel higiênico, absorvente íntimo, fralda, casca de fruta, panos, pó de café, ponta de cigarro, jornal etc.;

 

PRINCIPAIS NORMAS TÉCNICAS A SEREM ATENDIDAS EM QUALQUER INTERVENÇÃO NO SISTEMA

  • ABNT NBR 7229 – Projeto, construção e operação de sistemas de tanques sépticos.
  • ABNT NBR 7367 – “Projeto e assentamento de tubulações de PVC rígido para sistemas de esgoto sanitário”.
  • ABNT NBR 8160 – “Sistemas prediais de esgoto sanitário – Projeto e execução”.
  • ABNT NBR 9649 – Projeto de redes coletoras de esgoto sanitário –Procedimento.
  • ABNT NBR 12207 –Projeto de interceptores de esgoto sanitário – Procedimento.
  • ABNT NBR 13969 – Tanques sépticos – Unidades de tratamento complementar e disposição final dos efluentes líquidos – Projeto, construção e operação.
  • ABNT NBR 14486 – Sistemas enterrados para condução de esgoto sanitário – Projeto de redes coletoras com tubos de PVC.
Comentários do Facebook
RSO Assessoria
Atitude do Brasil

About Ronaldo Sá Oliveira

Ronaldo Sá Oliveira
Diretor da RSO ASSESSORIA, especialista em normalização atuando em mais de uma centena de comissões técnicas nos últimos anos, dentre as quais ABNT NBR 14037 – norma de manuais de entrega; ABNT NBR 5674 – norma de gestão da manutenção; ABNT 16280 – norma de reforma (autor do texto base); ABNT NBR 15575 – norma de desempenho etc. Prestador de assessoramento técnico, laudos, pareceres a condomínios e gestão de reformas É assessor técnico de grandes entidades do setor imobiliário, construção e projetos, coordenador técnico de diversos manuais técnicos do setor e colunista de diversos canais voltados a construção e gestão de empreendimentos. whatsapp 11 99578-2550 ronaldo@rsoassessoria.com.br

Check Also

bomba

BOMBAS EM UM CONDOMÍNIO, CUIDADOS NO USO E OPERAÇÃO

O abastecimento de água dentro de um condomínio depende, não apenas da disponibilidade da rede …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Atitude do Brasil
RSO Assessoria