FAZER IMPERMEABILIZAÇÃO COM ENGENHEIRO OU PEDREIRO?

A grande maioria das pessoas pensam da seguinte forma:

“Fazer impermeabilização não tem segredo. É uma receita de bolo., vou procurar um bom pedreiro e não preciso contratar um engenheiro, pois é muito caro e assim vou economizar!”

Desta forma, muitos condomínios começam obras de impermeabilização e outras especialidades, contratando um pedreiro.

Certamente o síndico confiante da boa gestão baseada em economia, acredita que irá controlar todo o processo e tudo vai dar certo.

A RECEITA DE BOLO DE ALGUNS CONDOMÍNIOS

1 – COMPRAR MATERIAL, É SÓ IR NA LOJA DE MATERIAIS.

  • Qual é a melhor impermeabilização à minha obra?
  • Quem vai escolher o impermeabilizante, na prateleira de uma loja, onde existem dezenas de produtos? E alguns deles prometendo resolver desde unha encravada até enfarte do miocárdio!

2 – CONTROLAR CUSTOS, É SÓ OLHAR O QUE ESTÃO FAZENDO.

  • O síndico é um especialista em administração de obras?
  • Contratar pedreiro, mas será a mão de obra qualificada para aplicar uma impermeabilização?
  • Contratar caçamba para remoção dos resíduos da obra, será que o entulho vai ser “jogado”, no lugar adequado?

3 – E SE A OBRA COMEÇAR A ATRASAR, É SÓ FICAR NO PÉ DO PEDREIRO!

  • Muitas vezes os “profissionais” não cumprem o acordo pré-estabelecido por problemas pessoais, trabalham em outras obras simultaneamente e não tem comprometimento com o acordo estabelecido com o condomínio.
  • Outros só aparecem na obra na quarta ou quinta para mostrar serviço e receber o pagamento na sexta.
  • E a desculpa da chuva? Já ouviu antes?

4 – RESERVA DE CAPITAL DO CONDOMÍNIO, É SO FAZER RATEIOS

  • O pagamento dos “profissionais”, em geral são semanais, então toda sexta-feira ele quer receber. Será que bate o cronograma físico com o financeiro?
  • Ou seja, será que o síndico sabe o que realmente foi executado? Ou está pagando um valor aleatório?

5 – E SOBRE RESPONSABILIDADE LEGAL, NÃO SE PREOCUPE O SÍNDICO TEM SEGURO,

  • Precisa de Alvará ou responsabilidade técnica para execução da impermeabilização?
  • Quem assume a responsabilidade de acidente na obra, arcando com todas as despesas hospitalares?
  • Será que o “profissional” poderá entrar, contra o condomínio, com uma ação na Justiça do trabalho, alegando vínculo empregatício?
  • Fica a dica, o seguro do síndico e do condomínio, não assume obras irregulares e feitas internamente do modo usual.

CONCLUSÃO

Para a impermeabilização funcionar, é só considerar um trabalho consciente,  contratando um profissional habilitado para orientação e elaboração do escopo dos serviços, bem como de uma empresa especializada para execução da obra, com a emissão da respectiva ART (anotação de responsabilidade técnica). Isto pode significar a melhora da qualidade de vida no condomínio, como um todo e afetar menos o seu bolso como proprietário de um imóvel.

Deixamos uma questão:

Como um síndico, poderá se justificar perante os moradores, após investir uma grande quantia de dinheiro, as vezes até arrecadada em forma de rateio adicional, e a obra não apresentou resultado satisfatório, por suas decisões erradas?

Sobre a pergunta título deste artigo, vocês ainda possuem dúvidas?

Quanto a receita de bolo, reconheço que não tenho habilidade para isto e respeito muito os profissionais que nos brindam com estas delícias para o nosso cotidiano.

Comentários do Facebook
Marcos Storte
Sobre Marcos Storte 7 Artigos
Engenheiro civil, Mestre em engenharia, Stricto Sensu em Construção Civil e Urbana com vasta experiência, abrangendo projetos, contratos, planejamento e execução de obras na construção civil, sendo 32 anos de experiência na área técnico-comercial Denver e Viapol. Atuante na área de impermeabilização e acústica, palestrante em congressos nacionais e internacionais e comissões de estudo da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Diretor técnico da A2S consultoria. Site: www.a2sconsultoria.com.br Contato: marcos.storte@a2sconsultoria.com.br