VASO SANITÁRIO ACESSÍVEL NAS ÁREAS COMUNS

sanitário acessível

O vaso sanitário acessível em áreas comuns de edificações devem respeitar as definições e características definidas na ABNT NBR 9050 e Decreto Lei 5296/2004, sobre acessibilidade.

É notório a repetição do erro quanto a instalação de tampas e vaso sanitário acessível com abertura frontal, isto está errado pois ao contrário do que muitos pensam, o uso de vaso sanitário acessível e tampas com esta característica coloca o usuário em risco, pois caso a urina escorra para fora da louça e o piso fique molhado, poderá acarretar riscos à segurança, diminuição de atrito no piso, e a higiene do usuário.

Características corretas

Um sanitário acessível deve ter as dimensões certas, barras de apoio, altura do vaso adequada, entre outros itens, importantes para que as pessoas possam usá-lo de maneira autônoma e segura, conte com assessoramento técnico, não vá simplesmente por produtos vendidos em prateleira.

A norma deixa claro que as bacias e assentos em sanitários acessíveis não podem ter abertura frontal, e no item 7.7.2.1 define altura da bacia, onde as bacias e assentos sanitários acessíveis não podem ter abertura frontal e devem estar a uma altura entre 0,43 m e 0,45 m do piso acabado, medidas a partir da borda superior sem o assento.

 

Produtos para Banheiros Acessíveis

Existem muitos itens no mercado, como barras de apoio e bancos retráteis, que facilitam a rotina de quem possui alguma deficiência física. No entanto, é preciso estar atento às medidas destes produtos e às suas características, pois muitos deles não atendem à ABNT NBR 9050.

E uma dica importante: antes de comprar o acessório, é necessário saber as dimensões do espaço e estudar um projeto, assim você poderá decidir se o modelo vertical ou horizontal é o mais indicado, ou se é o fixo ou o articulado.

Confira alguns exemplos de medidas de barras de apoio e de banco retrátil segundo a NBR 9050:

  • Barras horizontais para a área do vaso sanitário acessível : mínimo 80 cm
  • Barras verticais para a área do vaso sanitário e do chuveiro (assim como barras em L): mínimo 70 cm
  • Barras verticais para a área do lavatório: mínimo 40 cm
  • Barras horizontais para a área do lavatório: devem terminar a no máximo 20 cm do fim do lavatório (ou seja, sua medida dependerá do modelo da pia escolhida).
  • Banco retrátil para box: 45x70cm

 

Dimensões e itens do Box

  • Piso e proteção antiderrapante Largura mínima do box : 80 cm
  • Desnível máximo de 1,5 cm em relação ao piso do banheiro
  • Assento para banho fixo, largura mínima 45 cm, altura 46 cm do piso
  • Suporte/ corrimão lateral/ barras de apoio alturas variáveis
  • Chuveiro portátil
  • Porta objetos fixo
  • Saboneteira para sabão líquido com altura média de 1,20m
  • Fechamento do box com material inquebrável e firme, sistemas de porta de correr, ou utilização apenas de cortina plástica Torneiras de fácil manuseio – monocomando
  • Tapete externo de borracha com ventosas
  • Porta toalha bem próximo ao box altura média de 1,30m

 

Dimensões e itens do vaso sanitário acessível 

  • Altura média : 48 a 50 cm Aumentar em 10 cm a base do vaso, conforme indica a NBR 9050
  • Descarga simples – caixa acoplada, ou descarga por botão
  • Ducha higiênica manual altura média de 45 cm do piso
  • Sabonete líquido próximo
  • Papeleira externa de fácil acesso altura média de 45 cm do piso
  • Barras de apoio com altura de 30 cm acima do tampo do vaso.

Outros itens que devem ser previstos e instalados adequadamente são os alarmes PCD, banco articulado para banho, bem como exata localização e altura dos pontos hidráulicos e elétricos, ou seja, tomadas e torneiras.

 

 

 

Comentários do Facebook
Ronaldo Sá Oliveira
Sobre Ronaldo Sá Oliveira 243 Artigos
Diretor da RSO ASSESSORIA e PORTAL CONDOMINIO EM ORDEM CEO, especialista em normalização atuando em mais de uma centena de comissões técnicas nos últimos anos, dentre as quais ABNT NBR 14037 – norma de manuais de entrega; ABNT NBR 5674 – norma de gestão da manutenção; ABNT 16280 – norma de reforma (autor do texto base); ABNT NBR 15575 – norma de desempenho, ABNT NBR 16747 de inspeção predial etc. Prestador de assessoramento técnico, laudos, pareceres a condomínios e gestão de reformas. É assessor técnico de grandes entidades do setor imobiliário, construção e projetos, coordenador técnico de diversos manuais técnicos do setor e colunista de diversos canais voltados a construção e gestão de empreendimentos. whatsapp 11 99578-2550 ronaldo@rsoassessoria.com.br