CONTRATAR SERVIÇOS DE IMPERMEABILIZAÇÃO, DEMANDA ATENÇÃO

De forma geral, quem deseja contratar um serviço de impermeabilização e quer ter garantia da qualidade do serviço da empresa aplicadora de impermeabilização, não conta com outras ferramentas além de se servir do maior número de informações cedidas pelas próprias empresas, indicações de terceiros e referências de obras executadas.

Como todo sistema, a contratação jamais deverá se basear somente na busca do menor preço, da prestação do serviço, para esclarecer o que estamos dizendo convidamos a acessar o artigo NEM SEMPRE CONTRATAR O MENOR PREÇO É CONTRATAR O MAIS BARATO.

Passados estas fases, esclarecemos que a maioria das falhas ocorrem na fase de execução e são provocadas pela mão de obra, as quais muitas vezes não possuem os devidos treinamentos e em sua maioria trabalha de forma errada, sendo a qualificação crucial para a realização do trabalho, segurança e possibilidade de fornecimento de garantias.

Para a correção de um sistema em uma reforma, por exemplo, não se pode haver uma demolição sem os cuidados para que não ocorram danos a camada impermeabilizante abaixo do piso ou proteção mecânica existentes. Por esta razão a norma ABNT NBR 16280 de gestão de reforma, recomenda responsabilidade técnica em reformas em áreas impermeabilizadas.

Embora a infiltração, em muitos casos não seja aparente, a falta de estanqueidade pode afetar locais de difícil acesso e visualização, o que aumenta o risco à estrutura do imóvel.

A prática demonstra que é necessário contratar empresas que também atendam as questões ambientais, em conformidade a resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente, que regulamenta critérios e procedimentos para gestão de resíduos da construção civil. Conforme já descrevemos no artigo ENTULHOS DE OBRAS DEMANDAM PLANEJAMENTO

Não para por aí, temos ainda as diretrizes da norma regulamentadora de segurança do trabalho, do Ministério do Trabalho, a NR-18, para atividades de impermeabilização onde os aplicadores não podem dispensar o uso dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), entre os quais podemos citar: botas, luvas (de raspa de couro, de PVC ou borracha), óculos de segurança, capacete, máscara de proteção e uniforme com calça e mangas compridas, aplicáveis a cada situação do sistema de impermeabilização a ser instalado.

Atendidas estas necessidades, acrescentamos algumas dicas para orientar aos interessados em contratar um serviço de impermeabilização.

Para qualquer contratação de serviço de impermeabilização, é essencial contratar empresas que emitam a ART ou RRT, a qual deverá descrever a responsabilidade sobre o projeto e execução, aqui deixamos uma dica, que o responsável seja membro da direção ou contratado pela empresa, pois infelizmente é prática no mercado a terceirização de responsabilidade Técnicas, o que em nosso entendimento não é a forma correta e pode acarretar problemas futuros ao condomínio.

Deste modo o sindico poderá contar com ferramentas para acompanhamento e cobrança das garantias, na fase de projetos quanto na de execução.

Outro ponto muitas vezes negligenciado é a existência um projeto ou ao menos uma especificação correta do sistema de impermeabilização a ser aplicado, onde observamos obras sem um projeto, procedimentos executivos, detalhamentos considerando as interferências particulares de cada situação, isto poderá gerar enormes problemas, pois as definições técnicas serão resolvidas pelo aplicador e não pelo profissional habilitado.

Cabe aos projetista de impermeabilização a escolha do melhor sistema à cada área a ser impermeabilizada, evitando assim o retrabalho e consequente desperdícios, pois em havendo necessidade de refazer a impermeabilização, o custo dos trabalhos deverá ser somado ao custo do acabamento instalado sobre o sistema, e muitas vezes o mesmo possui um custo dezenas de vezes superior ao da própria impermeabilização.

As empresas de impermeabilização, no caso de uma reforma, devem efetuar uma inspeção para avaliar as áreas que apresentam infiltrações e que apresentem um orçamento detalhado do que será executado, quais os produtos e soluções que serão utilizados, as etapas e os prazos para conclusão, bem como o custo total dos serviços e respectivas garantias, as quais para o caso do trabalho não for bem executado e as infiltrações persistirem ou causarem outras dificuldades.

Normas a serem consultadas.

ABNT NBR 9575 – Impermeabilização – Seleção e projeto

ABNT NBR 9574 – Execução de impermeabilização

 

Comentários do Facebook
Marcos Storte
Sobre Marcos Storte 6 Artigos
Engenheiro civil, Mestre em engenharia, Stricto Sensu em Construção Civil e Urbana com vasta experiência, abrangendo projetos, contratos, planejamento e execução de obras na construção civil, sendo 32 anos de experiência na área técnico-comercial Denver e Viapol. Atuante na área de impermeabilização e acústica, palestrante em congressos nacionais e internacionais e comissões de estudo da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Diretor técnico da A2S consultoria. Site: www.a2sconsultoria.com.br Contato: marcos.storte@a2sconsultoria.com.br