GRUPO GERADOR COMO INSTALAR EM SEU CONDOMÍNIO

gerador

Aos empreendimentos que não foram entregues com o sistema de gerador funcionando, o mesmo apesar do alto investimento é um excelente alternativa para a melhoria e conforto do condomínio, e por esta razão constantemente é orçado para instalação, mas é importante ressaltar alguns pontos importantes para a instalação deste sistema não previsto originalmente.

Características técnicas

O sistema é mensurado, quanto a sua potência medida em KVA (kilovoltampere) e quanto maior for sua potência, mais equipamentos conseguirão ser alimentados pelo mesmo. o mesmo é abastecido por combustível, podendo ser à base de diesel, etanol, biocombustível ou gás natural. Em condomínios, o mais utilizado, atualmente, é à base de diesel.

Na grande maioria, o sistema é planejado para alimentar os sistemas básicos, luzes das áreas comuns acesas, sistema de segurança, interfones, portões automáticos e um elevador funcionando.

O tempo que o grupo gerador ficará em funcionamento, depende do volume de seu tanque de combustível, o qual é de extrema importância que esteja alinhado as regras de segurança, pois há limites de volumes a ser armazenado, e seu desrespeito, poderá colocar o condomínio em risco, sendo o ideal que o sistema tenha uma autonomia de, pelo menos, 6 horas. Vale lembrar que os geradores, via de regra, podem ser abastecidos enquanto estiverem ligados, sem problemas.

O abastecimento, possui uma série de regras, e deverá ser feito por uma empresa capacitada, para isto, deixando claro a tempo que edifício, não devem buscar o combustível no posto para usar no gerador, assim como o estoque de combustível nas áreas comuns, além de não recomendada, também é proibida por lei.

Por ser identificado como item de segurança, os geradores devem ficar em um local trancado, onde não haja circulação de pessoas. Porém, ainda é comum encontrá-los sem isolamento e sem os dutos de ventilação conforme especificação da NBR 14664.

Manutenção

O sistema necessita fazer parte do plano de manutenção do empreendimento, pois de nada servirá, se no momento de necessidade o mesmo não esteja pronto para uso, assim como atendimento a legislação quanto a ruído o qual em alguns locais, e bastante rígida e que se na contratação, a proteção acústica não estiver contemplada, poderá gerar enormes gastos para a adequação, mais uma vez se não previsto na proposta, o barato poderá se tornar o mais caro.

Processo para implementação de gerador em condomínio onde não foi entregue

Para aprovação de implementação em assembleia, deverá ser feito estudo de todas as legislações e adequações para o perfeito funcionamento do sistema, jamais cotar somente o gerador, pois o mesmo depende de uma série de adequações e atendimento a legislação para funcionar perfeitamente, por se tratar de uma obra útil ao condomínio, a aprovação necessária é de maioria de todos os condôminos, ou seja 50% dos moradores mais 1.

Para efeito, de planejamento inicial, tendo em vista que o estudo para sua implementação necessita ser realizado por um profissional habilitado e que faça estudo de todas as implicações de segurança no sistema, e sua interligação com a rede elétrica do empreendimento, um equipamento de 60 KVA consegue suportar um elevador e as luzes das áreas comuns. Já um gerador de 85 KVA abastece até três elevadores, principalmente se foram dos modelos novos, mais econômicos.

O condomínio deve se preocupar também com o cabeamento e interligação com sistema elétrico do empreendimento, que possui implicação em segurança e custos que devem compor a cotação para instalação do sistema, é comum observarmos cotações onde o vencedor, por preço, na verdade oculta esta interligação, e desta maneira com certeza o barato sai caro.

O qual deverá ser aprovado em assembleia previamente agendada e descrita em sua pauta como assunto a ser aprovado, sob o risco de possibilidade de impugnação.

Os orçamentos deverão ser equivalentes, e completos em sua instalação, pois como já falamos anteriormente, uma proposta mal intesionada, poderá ser a de menor custo inicial, mas possui grande chance de se tornar o maior investimento para a completa ligação, as propostas deverão estar alinhadas a normas da ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas, e legislações do corpo de bombeiro e demais leis do assunto.

Poluição sonora e de gases

Em São Paulo, por exemplo o assunto é descrito na lei 15.095, que, desde 2012 obriga geradores a usarem um oxicatalisador, entre outros itens.

A peça ajuda a diminuir os resíduos da combustão gerada dentro do equipamento, em média, os equipamentos emitem de 75 a 87 decibéis, e por esta razão deverão possui isolamento acústico

O local de instalação, deverá ser exaustivamente planejado, de modo a poder dissipar as fumaças, sons e possuir o menor caminho até o centro de medição, onde será interligado a rede principal do sistema.

Em média, um gerador de 60 KVA demanda um espaço útil entre 6m² e 9m², deixando claro a tempo que a medida que o equipamento possuir maior potência demandará de maiores espaços, este espaço deverá possuir restrição de acesso e ser trancado.

O ruído é constante assunto de discórdia, entre moradores e até vizinhos, e deverá ser estudado, e constar das propostas quanto atendimento a legislação da região, onde será instalado.

Comentários do Facebook
Ronaldo Sá Oliveira
Sobre Ronaldo Sá Oliveira 241 Artigos
Diretor da RSO ASSESSORIA e PORTAL CONDOMINIO EM ORDEM CEO, especialista em normalização atuando em mais de uma centena de comissões técnicas nos últimos anos, dentre as quais ABNT NBR 14037 – norma de manuais de entrega; ABNT NBR 5674 – norma de gestão da manutenção; ABNT 16280 – norma de reforma (autor do texto base); ABNT NBR 15575 – norma de desempenho, ABNT NBR 16747 de inspeção predial etc. Prestador de assessoramento técnico, laudos, pareceres a condomínios e gestão de reformas. É assessor técnico de grandes entidades do setor imobiliário, construção e projetos, coordenador técnico de diversos manuais técnicos do setor e colunista de diversos canais voltados a construção e gestão de empreendimentos. whatsapp 11 99578-2550 ronaldo@rsoassessoria.com.br