ELEVADORES, NÃO CORRA RISCOS DEVIDA A MANUTENÇÃO
Home / Gestão da Manutenção / Elevadores / ELEVADORES, NÃO CORRA RISCOS DEVIDA A MANUTENÇÃO
elevadores

ELEVADORES, NÃO CORRA RISCOS DEVIDA A MANUTENÇÃO

A falta de manutenção dos elevadores, principalmente em condomínios com mais idade, pode causar riscos os quais podem ser evitados com a aplicação de normas técnicas.

A negligencia na manutenção resulta em desconforto para os usuários e até ocorrências mais graves, apesar da existência de leis, em cada município, determinando a obrigatoriedade de alvará de instalação emitido pela Prefeitura e regras para conservação e inspeção de acordo com as normas da ABNT, além de penalidades nos casos de infração.

Embora o elevador seja considerado um meio de transporte seguro, de janeiro a julho de 2017 já foram registrados no País quatro casos de quedas e falhas que causaram a morte de usuários, onde esclarecemos a responsabilidade recairá sobre o sindico.

Para quem já ficou preso em um equipamento deste sabe que a experiência é assustadora, devido aos trancos e desníveis ou ruídos, estas falhas técnicas e mecânicas são mais comuns em prédios onde a manutenção é negligenciada, mas para que isto não ocorra, há normas especificas sobre a manutenção, as quais o seu prestador de serviço deverá respeitar, e isto é importante que esteja descrito com clareza em contrato.

Segundo o Sindicato das Empresas de Elevadores de São Paulo (Seciesp) cerca de 70% dos elevadores em uso no Brasil precisam de modernização, pois possuem cabines ultrapassadas e comandos de botões com algum tipo de problema, a troca dos quadros de comando eletromecânicos por comando micro processados, por exemplo, não só podem evita falhas técnicas, como ajuda a reduzir o consumo de energia em até 70%.

Os consertos e manutenções nos equipamentos são orientados pela norma ABNT NBR 16083:2012 – Manutenção de elevadores, escadas rolantes e esteiras rolantes — Requisitos para instruções de manutenção.

Elaborada pelo Comitê Brasileiro de Máquinas e Equipamentos Mecânicos, a qual especifica os elementos necessários para operações de manutenção de elevadores de passageiros, elevadores de cargas, elevadores de passageiros e cargas, monta-cargas, escadas rolantes e esteiras rolantes.

Já a ABNT NBR 16083:2012 aborda, entre outros itens, lubrificação e limpeza do elevador; verificação das funcionalidades; operações de resgate de passageiros; operações de configurações e ajustes; reparos ou mudanças de componentes que podem ocorrer devido ao desgaste e que não afetem as características da instalação.

Várias outras normas sobre elevadores, além da ABNT NBR 16083:2012, são disponibilizadas pela ABNT e contemplam também a questão da acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Alguns documentos têm validade em toda a área do Mercosul, sendo identificados como ABNT NBR NM.

Em algumas cidades, por exemplo São Paulo, existem leis especificas e neste caso a de número 10.348 de 4 de setembro de 1987, que dispõe sobre instalação e funcionamento de elevadores e outros aparelhos de transporte e obriga a aplicação de normas da ABNT.

Há ainda um conjunto de outros 11 documentos, entre leis e decretos, que regulam o assunto, envolvendo desde a afixação de placas informativas até emissão do Relatório de Inspeção Anual via internet.

Conheça e saiba cobrar de seus fornecedores, pois o intuito da CONDOMÍNIO EM ORDEM, não é torna-lo um engenheiro mecânico, mas sim ensinar o que deverá ser exigido, descrito em contrato e monitorado, quanto ao atendimento em nosso artigo MODALIDADES DE CONTRATOS DE MANUTENÇÃO DE ELEVADOR você saberá como contratar e gerir os contratos deste sistema.

 

  • ABNT NBR 16042:2012 – Elevadores elétricos de passageiros — Requisitos de segurança para construção e instalação de elevadores sem casa de máquinas
  • ABNT NBR 15597:2010 – Requisitos de segurança para a construção e instalação de elevadores – Elevadores existentes – Requisitos para melhoria da segurança dos elevadores elétricos de passageiros e elevadores elétricos de passageiros e cargas
  • ABNT NBR 12892:2009 – Elevadores unifamiliares ou de uso restrito à pessoa com mobilidade reduzida – Requisitos de segurança para construção e instalação
  • ABNT NBR NM 313:2007 – Elevadores de passageiros – Requisitos de segurança para construção e instalação – Requisitos particulares para a acessibilidade das pessoas, incluindo pessoas com deficiência
  • ABNT NBR NM 267:2002 – Elevadores hidráulicos de passageiros – Requisitos de segurança para construção e instalação
  • ABNT NBR NM 196-DEZ: 1999 – Elevadores de passageiros e monta-cargas – Guias para carros e contrapesos – Perfil T
  • ABNT NBR NM 207:1999 – Elevadores elétricos de passageiros – Requisitos de segurança para construção e instalação
  • ABNT NBR 14364:1999 – Elevadores e escadas rolantes – Inspetores de elevadores e escadas rolantes – Qualificação
  • ABNT NBR 10982:1990 – Elevadores elétricos – Dispositivos de operação e sinalização – Padronização
  • ABNT NBR 5665:1983. Versão Corrigida: 1987 – Cálculos do tráfego nos elevadores
Comentários do Facebook

About Ronaldo Sá Oliveira

Ronaldo Sá Oliveira
Diretor da RSO ASSESSORIA, especialista em normalização atuando em mais de uma centena de comissões técnicas nos últimos anos, dentre as quais ABNT NBR 14037 – norma de manuais de entrega; ABNT NBR 5674 – norma de gestão da manutenção; ABNT 16280 – norma de reforma (autor do texto base); ABNT NBR 15575 – norma de desempenho etc. Prestador de assessoramento técnico, laudos, pareceres a condomínios e gestão de reformas É assessor técnico de grandes entidades do setor imobiliário, construção e projetos, coordenador técnico de diversos manuais técnicos do setor e colunista de diversos canais voltados a construção e gestão de empreendimentos. whatsapp 11 99578-2550 ronaldo@rsoassessoria.com.br

Check Also

ELEVADORES DEMANDAM CUIDADOS E ATENÇÃO AS MANUTENÇÕES

ELEVADORES Conjunto de equipamentos com acionamento eletromecânico ou hidráulico, destinado ao transporte vertical de passageiros …

Atitude do Brasil
RSO Assessoria