fim de ano, cuidado com a instalação das decorações natalinas
Home / Gestão da Manutenção / Instalação Elétrica / FIM DE ANO, CUIDADOS COM AS DECORAÇÕES NATALINAS
fim de ano

FIM DE ANO, CUIDADOS COM AS DECORAÇÕES NATALINAS

O Fim de ano está chegando e muitos condomínios irão se decorar, para esta época tão especial. Mas a condomínio em ordem, sempre atuando para que os sonhos não se tornem pesadelo, traz uma série de dicas que os todos devem se atentar para a construção destas decorações

A iluminação de natal é uma das coisas mais bonitas que enfeitam as nossas cidades e condomínios, mas para que este momento magico que marca o final do ano não nos cause prejuízos neste período de festas é necessário tomar algumas preocupações.

Aquelas pequenas lâmpadas, por menor que sejam, consomem energia elétrica, uma das maiores fontes de incêndios, ferimentos e até mortes no Brasil.

Por mais inofensivas que pareçam, as lâmpadas consomem energia e devem receber o mesmo cuidado do que outros equipamentos elétricos como motores, transformadores e Sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA).

A maior causa de incêndios não intencionais no Brasil são instalações elétricas malfeitas. Os fios e cabos conduzindo eletricidade se aquecem e dissipam calor. Se os condutores forem muito finos podem se aquecer muito, danificando sua cobertura até provocar um incêndio. Ao mesmo tempo, se a iluminação de natal não for feita corretamente, o isolamento dos fios e cabos pode se danificar e o condutor entrar em contato com partes metálicas do condomínio, causando choques elétricos que podem até ser fatais, principalmente em locais úmidos como piscinas e saunas.

O fundamental para que a sua iluminação de natal só lhe traga alegrias é a contratação de um eletricista qualificado. Muitos condomínios apelam para seus próprios funcionários, que devido a sua experiência em pequenos reparos são considerados aptos para realizar qualquer tipo de instalação. Mas para identificar qual o material necessário, além das lâmpadas, temos os fios, disjuntores e demais acessórios, só um profissional especializado em eletricidade terá a experiência necessária.

Ao escolher as lâmpadas prefira as de LED por serem mais eficientes, isto é, iluminam mais gastando menos energia e maior durabilidade.
Os fios e cabos possuem uma isolação que não pode ser danificada, por isso eles devem ser colocados dentro de tubulações, canaletas ou outro meio que os protejam para evitar que estejam ao alcance das crianças ou entrem em contato com parte metálicas, o que poderia ocasionar choque elétricos.

A eletricidade não combina com a água, portanto tenha o máximo cuidado ao instalar a iluminação próximo às piscinas. O mesmo cuidado é necessário para proteger a iluminação da chuva. Dependendo do que for feito, lâmpadas e demais componentes da instalação podem se danificar, “envelhecer” precocemente ou conduzir eletricidade provocando choques elétricos.
Nada é mais permanente do que coisas provisórias. Só podemos comparar os preços de produtos com qualidade semelhante. Produtos muito baratos de origem duvidosa são uma bomba relógio em sua residência. Eles até podem durar, mas jamais teremos a segurança necessária quanto a isso.

Outro ponto extremamente importante a pessoa que irá realizar a montagem deverá ter treinamento para atuar em eletricidade, neste caso a NR 10, do Ministério do trabalho dita as regras, e sobre o trabalho em altura, a NR 35 também necessita ser respeitada, para montagem das decorações de fim de ano, assim como todas as outras.

 

Resumindo:

  • Instale relés fotoelétricos para desligar sua iluminação na presença da luz do sol;
  • De preferência pelas lâmpadas de LED porque consomem menos energia;
  • Afaste a instalação e as lâmpadas de materiais que podem queimar, principalmente de materiais como isopor, plástico e papel;
    Jamais utilize Benjamin e réguas de tomada. Utilize um circuito elétrico especifico para a iluminação de natal para evitar a sobrecarga;
  • Mesmo pessoas sem conhecimento específico podem verificar visualmente os materiais. Observando a existência de fios descascados, lâmpadas e plugs frouxos ou partes ressecadas, tanto na compra quanto na reutilização do material;
  • Aproveite este momento, do fim de ano,  para uma rápida revisão da instalação elétrica do condomínio. Se forem utilizadas muitas lâmpadas será necessária uma revisão no sistema elétrico para verificar se ele suporta o aumento de carga;
  • Deve-se tomar cuidados extras com áreas externas: Umidade, chuva, calor e sol ressecam os materiais isolantes, aumentando o risco de choque elétrico e curto-circuito. É necessário que os fios e cabos estejam abrigados, os colocando dentro de eletroduto ou canaletas adequadas;
  • É necessário aterrar às grades e sacadas se forem metálicas, pois elas podem se tornar condutoras de eletricidade causando choques, na existência de condutores expostos ou lâmpadas danificadas.
  • Para o seu conforto, segurança e economia, contrate um profissional. Ele será o responsável para que seu condomínio brilhe neste fim  de ano.

 

Contribuição no artigo

Sergio Roberto Santos,

Engenheiro eletricista da Lambda Consultoria e instrutor do curso de Medida de Proteção contra Surtos da Termotécnica Para-raios.

 

 

Comentários do Facebook

About Ronaldo Sá Oliveira

Ronaldo Sá Oliveira
Diretor da RSO ASSESSORIA, especialista em normalização atuando em mais de uma centena de comissões técnicas nos últimos anos, dentre as quais ABNT NBR 14037 – norma de manuais de entrega; ABNT NBR 5674 – norma de gestão da manutenção; ABNT 16280 – norma de reforma (autor do texto base); ABNT NBR 15575 – norma de desempenho etc. Prestador de assessoramento técnico, laudos, pareceres a condomínios e gestão de reformas É assessor técnico de grandes entidades do setor imobiliário, construção e projetos, coordenador técnico de diversos manuais técnicos do setor e colunista de diversos canais voltados a construção e gestão de empreendimentos. whatsapp 11 99578-2550 ronaldo@rsoassessoria.com.br

Check Also

elétrica

INSTALAÇÃO ELÉTRICA E OS CUIDADOS NO USO E REPARO

Muitas vezes, por falta de conhecimento ou pela ausência de fiscalização, na hora dos reparos na instalação …

Atitude do Brasil
RSO Assessoria