ESQUADRIAS E VIDROS NECESSITAM DE MANUTENÇÃO
Home / Gestão da Manutenção / Esquadrias, Vidros e Fechamento de Terraços / ESQUADRIAS E VIDROS NECESSITAM DE MANUTENÇÃO
ESQUADRIAS

ESQUADRIAS E VIDROS NECESSITAM DE MANUTENÇÃO

Em muitos condomínios que prestamos assessoramento técnico, é comum observarmos que as esquadrias e vidros, dos condomínios não recebem as devidas atenções, sendo realizados reparos, somente quando as mesmas deixam de funcionar, caem ou se quebram, não gerencia seu condomínio desta forma, este sistema poderá trazer riscos a transeuntes, e causar sérios riscos a vida, no caso de queda. por isto listamos algumas ações necessárias para a manutenção destes sistemas, de acordo com suas características.

ESQUADRIAS, VIDROS

Componente construtivo, cuja função principal é permitir ou impedir a passagem de pessoas, animais, objetos, iluminação e ventilação entre espaços ou ambientes. As esquadrias também abrangem corrimãos, guarda-corpos, batentes e outros elementos arquitetônicos.

Há diversos tipos de esquadrias nos condomínios, cada uma com suas particularidades e ações necessárias para o perfeito uso e atendimento de vida útil.

ESQUADRIAS DE MADEIRA

  • Evitar fechamentos abruptos decorrentes de ações de intempéries;
  • As mesmas devem correr suavemente, não devendo ser forçadas;
  • As ferragens devem ser manuseadas com cuidado, evitando a aplicação de força excessiva;
  • Recomenda-se manter as portas permanentemente fechadas, para evitar danos decorrentes de impactos;
  • A limpeza de seus componentes deve ser realizada com pano levemente umedecido. Todo e qualquer excesso deve ser retirado com pano seco. Em hipótese nenhuma deverão ser usados detergentes que contenham saponáceos, esponjas de aço de qualquer espécie ou material abrasivo;
  • Evitar o uso de material cortante ou perfurante na limpeza de arestas ou cantos;
  • Os trilhos inferiores e orifícios de drenagem devem ser frequentemente higienizados, a fim de manter o perfeito funcionamento dos seus componentes;
  • As mesmas não foram dimensionadas para receber aparelhos esportivos ou equi­pamentos que causem esforços adicionais;
  • Evitar a colocação ou fixação de objetos nas esquadrias.

 

ESQUADRIAS DE FERRO E AÇO

  • Evitar fechamentos abruptos  decorrentes de ações de intempéries;
  • As mesmas devem correr suavemente, não devendo ser forçadas;
  • As ferragens devem ser manuseadas com cuidado, evitando aplicação de força excessiva;
  • Recomenda-se manter as portas permanentemente fechadas, evitando danos decorrentes de impacto;
  • A limpeza das esquadrias e de seus componentes deve ser feita com detergente neutro e esponja macia. Retirar todo e qualquer excesso com pano seco. Em hipótese nenhuma deverão ser usados detergentes contendo saponáceos, esponjas de aço de qualquer espécie, materiais alcalinos, ácidos ou qualquer outro material abrasivo;
  • Evitar o uso de material cortante ou perfurante na limpeza de arestas ou cantos;
  • Os trilhos inferiores das esquadrias e dos orifícios de drenagem devem ser frequentemente limpos para garantir o perfeito funcionamento dos seus componentes;
  • As esquadrias não foram dimensionadas para receber aparelhos esportivos ou equipamentos que causem esforços adicionais;
  • Evitar a colocação ou fixação de objetos nas esquadrias;
  • Evitar o uso de vaselina, removedor, thinner ou qualquer outro produto derivado do petróleo, pois, além de ressecar plásticos e borrachas, implicam na perda de sua função de vedação;
  • Evitar a remoção das borrachas ou massas de vedação;
  • Reapertar parafusos aparentes, regular freio e fazer lubrificação (quando aplicável);
  • Adotar procedimentos de segurança para uso, operação e manutenção, principalmente quando houver trabalho em altura, conforme legislação vigente.

 

ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO

  • Evitar fechamentos abruptos das esquadrias decorrentes de ações de intempéries;
  • As esquadrias devem correr suavemente, não devendo ser forçadas;
  • As ferragens devem ser manuseadas com cuidado, evitando aplicação de força excessiva;
  • Recomenda-se manter as portas permanentemente fechadas, evitando danos decorrentes de impacto;
  • A limpeza das esquadrias e de seus componentes deve ser realizada com pano levemente umedecido. Todo e qualquer excesso deve ser retirado com pano seco. Em hipótese nenhuma deverão ser usados detergentes que contenham saponáceos, esponjas de aço de qualquer espécie ou material abrasivo;
  • Evitar o uso de material cortante ou perfurante na limpeza de arestas ou cantos, para garantir o perfeito funcionamento dos seus componentes;
  • As esquadrias não foram dimensionadas para receber aparelhos esportivos ou equipamentos que causem esforços adicionais;
  • Evitar a colocação ou fixação de objetos nas esquadrias;
  • Quando a janela possuir persiana de enrolar, a limpeza externa deve ser feita conforme orientação do fabricante.

 

VIDROS

  • Os vidros devem possuir espessura compatível com a resistência necessária para o seu uso normal. Por essa razão, evitar qualquer tipo de impacto na sua superfície ou nos caixilhos;
  • Não abrir janelas ou portas empurrando a parte de vidro. Utilizar os puxadores e fechos;
  • Para limpeza, utilizar somente água e sabão neutro. Não utilizar materiais abrasivos, por exemplo, palha de aço ou escovas com cerdas duras. Usar somente pano ou esponja macia;
  • No caso de trocas, utilizar vidro de mesma característica (cor, espessura, tamanho etc.);
  • Evitar infiltração de água na caixa de molas das portas de vidro temperado e, no caso de limpeza dos pisos, proteger as caixas para que não haja infiltrações;
  • Evitar esforços em desacordo com o uso específico da superfície;
  • Nos conjuntos que possuam vidros temperados, efetuar inspeção do funcionamento do sistema de molas e dobradiças e efetuar lubrificação e limpeza.

 

Outro tema relevante, sao os fechamento de terraço, e neste caso convidamos a acessar nosso artigo FECHAMENTO DE TERRAÇO – ENVIDRAÇAMENTO DE SACADA TEM REGRAS E NORMA

 

 

Comentários do Facebook

About Ronaldo Sá Oliveira

Ronaldo Sá Oliveira
Diretor da RSO ASSESSORIA, especialista em normalização atuando em mais de uma centena de comissões técnicas nos últimos anos, dentre as quais ABNT NBR 14037 – norma de manuais de entrega; ABNT NBR 5674 – norma de gestão da manutenção; ABNT 16280 – norma de reforma (autor do texto base); ABNT NBR 15575 – norma de desempenho etc. Prestador de assessoramento técnico, laudos, pareceres a condomínios e gestão de reformas É assessor técnico de grandes entidades do setor imobiliário, construção e projetos, coordenador técnico de diversos manuais técnicos do setor e colunista de diversos canais voltados a construção e gestão de empreendimentos. whatsapp 11 99578-2550 ronaldo@rsoassessoria.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Atitude do Brasil
Condominio em Ordem